Igrejas do núcleo urbano

Vigo: Igrejas do núcleo urbano

No núcleo urbano de Vigo encontram-se as igrejas de maior tamanho do município. Como sucedeu com as pequenas igrejas parroquiales muitas das igrejas do núcleo urbano do município de Vigo foram destruídas em épocas de saques e outras foram reconstruidas para dar uma capacidade maior a uma população em contínuo crescimento.

A Concatedral de Vigo. Igreja de Santa María ("A Colegiata")

A "igreja mãe" da cidade é a de Santa María. Situa-se no mesmo lugar onde se encontrava a antiga igreja de traça románica do mesmo nome. Esta foi saqueada em 1589 pelo pirata inglês Francis Drake e no século XVII pelos turcos e posteriormente pela Guerra de Portugal. Por se isto fosse pouco no século XVIII padeceu as invasões inglesas de 1702 e 1719. Pouco a pouco foi-se deteriorando até que ficou em estado ruinoso. Neste ponto decidiu-se fazer uma nova e em 1816 iniciou-se sua construção.

A actual igreja de Santa María ou Concatedral de Vigo é de estilo neoclásico, apresenta uma planta basilical de três naves, com abóbada de canhão de pedra, inscrita em um rectángulo de uns 892 metros quadrados. Suas naves são de grande amplitude e longitude. A central está separada dos laterais por 12 colunas de ordem toscano dispostas simetricamente a ambos lados.

A igreja de María Auxiliadora

Os salesianos instalaram-se em 1898 em cale-a Rodada e abriram uma capilla com advocación a María Auxiliadora em uma casa cedida. O 24 de novembro de 1923 inicia-se a construção da actual igreja. O conjunto mostra uma composição ecléctica neogótica com uma planta rectangular de uma sozinha nave com pilares colados aos muros. Aos pés apresenta um amplo vestíbulo sobre o que se situa um coro alto. Por dificuldades económicas a igreja não se pôde terminar com os desenhos originais se suprimindo parte da ornamentación e se atrasando seu acabado até maio de 1944.

Igreja de Santiago de Vigo

Ao igual que a igreja de Santa María, a igreja de Santiago de Vigo obedece à necessidade de construir um novo templo devido às más condições que apresentava a antiga igreja parroquial. Sua construção inicia-se em 1891 baixo o desenho de Manuel Felipe Quintana e após dificuldades económicas finaliza-se em 1907. Esta igreja tem um corte neomedieval historicista, sua fachada principal mostra um estilo neogótico. Na cabeceira apresenta um ábside poligonal. O ábside alumia-se com três grandes janelas ojivales que cortam o muro verticalmente.

Igreja de Fátima

Sua construção iniciou-se em 1948 seguindo o desenho do arquitecto Antonio Cominges. Sua fachada principal adopta um esquema clasicista e certa ornamentación ecléctica misturando um rosetón neomedieval com um frontón neobarroco.

Igreja da Solidão

Esta igreja mandou-se construir pelo bispo de Madri Leopoldo Eijo-Garay iniciando-se sua construção em 1957. É de estilo neoclásico com inspiração no templo parisino de Magdalena de Bartolomé Vignon.