Moda e Desenho. Passarelas de Vigo

Vigo: Moda e desenho

A moda galega

Na actualidade, a moda é um dos sectores de especial trascendencia na economia galega e conta com uma sólida estrutura productiva. Compreende 760 empresas do têxtil-confección, que dão emprego directo a cerca de 30.000 pessoas, em sua maioria mulheres.

Os principais núcleos de implantação do sector são Arteixo, A Corunha, Vigo, Ferrol, Ourense, Lalín, Redondela e Santiago de Compostela. A moda galega conta com presença internacional graças à expansão de empresas galegas, como por exemplo Inditex, e o labor de profissionais como Adolfo Domínguez, Roberto Verino, Kina Fernández, Antonio Pernas, etc.

Seu sucesso procede de uma síntese acertada de desenho de produto, produção, comercialización e comunicação da imagem de qualidade e desenho. O têxtil confección galego, que facturó 4.350 milhões de euros em 2002, viu como suas exportações se duplicaram desde o ano 2000 a 2003, obtendo os 1.191 milhões de euros.

Galiza ocupa na actualidade a primeira posição do ranking de autonomias espanholas exportadoras de prendas de vestir, o produto de maior valor acrescentado.

As principais actividades deste sector encontram-se na produção de peças em série nas indústrias de confección, onde Galiza concentra o maior número de criadores e indústrias, e, em menor medida, na confección de roupa de ponto.

(Fonte: Xunta da Galiza)