Monumentos e esculturas

Vigo: Monumentos e esculturas

Ao longo de toda a cidade as esculturas e monumentos se sucedem em praças e jardins fusionando a arte com o médio urbano. As esculturas na rua acercam a arte ao meio natural do espectador para que este as aprecie desde multidão de pontos de vista interactuando com a obr de arte. Dão nome a praças ou parques, como a praça da miñoca com sua escultura da miñoca gigante, servem como ponto de referência e humanizan o meio urbanístico.

Vigo conta com verdadeiras jóias escultóricas em seus parques e ruas como o monumento a Elduayen nos jardins das Avenidas ou o monumento a Méndez Núñez na Alameda. Ambas esculturas executadas pelo ilustre escultor Agustín Querol, um dos escultores mais representativos da arte espanhola do século XIX.

Além do célebre escultor Agustín Querol em Vigo podemos encontrar esculturas de autores tão importantes como: Asorey, Benlliure, Leiro, Buciños, Camilo Noguiera, Oliveira, Xoan Piñeiro, ....

São já monumentos identificativos da cidade: o colosal monumento aos cavalos, de Oliveira, na praça de Espanha; o monumento ao trabalho, de Ramón Conde, ao princípio da Grande Via; o monumento "Porta do Atlántico", de Silverio Rivas, na praça da América; e a escultura do Sireno, de Francisco Leiro, na Porta do Sol.

Apresentamos aqui uma breve guia de monumentos e esculturas de Vigo. Temos querido recolher os mais representativos e conhecidos, classificando quase uma centena. Progressivamente iremos aumentando o catálogo já que ainda há muitos mais e a cada ano se inauguram mais esculturas e monumentos.

Temos optado por uma classificação inical singela atendendo ao critério de temática : animais, personagens ilustres, colectivos, conmemorativos, figuras e outros. E atendendo a seu estilo: escultura contemporânea . Posteriormente vai modificar-se este catálogo apresentando as esculturas por épocas, estilos e autores.