Parques e jardins

Vigo: Parques e jardins

Vigo conta com amplo leque de parques e jardins para todos os gustos. Desde os refinados jardins francês e inglês do Quiñones de León aos jardins urbanos de Montero Rios.

De traçados muito diversos podem-se encontrar parques com estanques, parques infantis, zonas de passeio e desporto, pistas de bicicletas, auditórios ao ar livre, lagos artificiais, pequenos bosques, fortalezas, restos arqueológicos,....

O Castro

O Castro é o segundo parque urbano mais extenso, está situado no alto do centro de Vigo, e é um dos parques mais visitados, sobretudo pelos turistas.

No alto do parque encontra-se a fortaleza amurallada do século XVII que graças a sua privilegiada situação, se podem observar umas preciosas vistas de Vigo e de sua ria.

Tem parques infantis, pistas de patinaje, de bicicletas,... e na zona baixa da ladera norte pode-se visitar as excavaciones arqueológicas de um castro da idade de ferro.

Quiñones de León

Os jardins do pazo Quiñones de León traçaram-se no final do século XIX provavelmente pelo prestigioso desenhador de jardins português Porto Jacintho Mattos por ordem de sua inquilino o Marqués de Alcedo.

Nestes jardins de grande beleza podem-se cinco partes bem diferenciadas: o jardim de acesso, a rosaleda, o jardim francês, o jardim inglês (ou "pradera de te") e os jardins posteriores e bosque.

O jardim francês chegou-se a comparar com uma reprodução a escala dos de Versalles. Seu traçado é de grande beleza e é de visita inexcusable.

Castrelos

Com uma extensão de 22000 m2, o parque de Castrelos , é o parque urbano maior de Vigo. O lugar perfeito para o lazer na cidade: auditório de concertos ao ar livre, lago artificial com aves acuáticas, zonas de passeio, parques infantis, zonas de descanso e muito espaço para fazer desporto.

Foi doado à cidade de Vigo por Marqués de Alcedo, dono do pazo Quiñones de León. Este espaço natural pertencia aos terrenos adjacentes ao pazo convertido agora em um museu e que conta com uns jardins de beleza versallesca e de grande interesse turístico.

O parque encontra-se povoado de grande quantidade de espécies de árvores e arbustos, principalmente: abedules, araucarias, camelias, castaños de índias, castaños, laranjeiras, plátanos, rododendros, sauces, magnolias e eucaliptos.

Outros Parques e Jardins

Além destes três grandes parques aqui descritos: o Castro, Quiñones de León e Castrelos, Vigo conta com outros grandes parques e zonas verdes.

Cerca do porto temos dois parques ajardinados importantes: a Alameda e os jardins de Elduayen ou de Montero Rios reformados ultimamente pelo projecto "Abrir Vigo ao mar".

A Alameda é um parque histórico da cidade construído no final do século XIX sobre terreno ganhado ao mar ao igual que o de Elduayen. Seu desenho tem ido variando ao longo dos anos até obter sua configuração final de um grande corredor central com parterres laterais e três fontes: uma grande fonte central com jogos chorros de águas e cores e duas pequenas fontes nos extremos.

Magníficas esculturas de artista Jose Luis Medina e do escultor galego Camilo Nogueira povoam a Alameda.

A seguir da Alameda estão os jardins de Eijo Garay e a zona ajardinada da rua Arenal. Bem perto destes estão os jardins da praça da Estrela.

Na parroquia de Teis e em posição privilegiada junto a ria-a, encontra-se o parque da Guia coroado pela ermita de seu mesmo nome. Este parque é um espaço natural com jardins e bosques de pinos e robles e umas magníficas vistas de toda a Ria de Vigo.

A cada bairro e parroquia têm seus parques e jardins pelo que não podemos falar de todos eles aqui mas não podemos esquecer nomear o parque da Riouxa desenhado pelo famoso arquitecto Ricardo Bofill e o parque da Bouza na parroquia de Coia com um cuidado desenho de jardins e um estupendo bosque natural.